Compartilhar isso
DCIM100GOPROGOPR3445.

.

Colônia del Sacramento é uma cidade no Uruguai onde o centro histório lembra um pouco Paraty no Rio de Janeiro, pois é um pedacinho fora do Brasil que também foi colonizado por portugueses. Muitos aproveitam a ida a Buenos Aires para pegar uma embarcação e chegar de 1 a 3 horas em Colônia pelo Rio de la Plata. Nós estávamos em Montevideo e fomos até lá de ônibus da empresa COT numa viagem tranquila e confortável com wifi que chegou em 2 horas, aproximadamente. Como é uma viagem rápida, e a cidade é bem pequena, decidimos ir e voltar no mesmo dia. Calculamos que comprar passagens com um período de 12h entre uma e outra é o ideal. E lá fomos nós com nossos amendoíns e chips de batata na mochila.

colonia del sacram (2)

Energia eólica no caminho de Montevideo a Colônia

Um detalhe se comparado a Paraty, e que Colônia del Sacramento sai ganhando, é que não há exploração de cavalos em charretes para turismo (ao menos não vimos). Nós decidimos não ir mais a Paraty, apesar de amar as praia de lá, e sua arquitetura histórica, porque é muito triste presenciar aqueles animais sendo explorados pelas ruas. Isso torna o ambiente triste e tóxico. Ao contrário, ao andar pelas ruas de Colônia, você se depara com carros antigos maravilhosos. Alguns até cheio de plantas dentro.

O QUE FIZEMOS:

– Andar de bike por Colônia até a Plaza de Toros

Essa definitivamente foi a melhor coisa desse dia! Nós alugamos as bikes em uma empresa que fica bem em frente a rodoviária. Custou10 dólares cada uma para um período de 5 horas. Não achamos muito barato, mas as bikes são de ótima qualidade. Além disso, em Lima quando alugamos, eles davam o capacete e uma garrafa de água mineral. Ali não teve nada disso. Se andar mais a frente, tem um outro lugar menor com bicicletas variadas que com certeza deve ser mais barato.

Pegamos as bikes e fomos pedalando em direção ao centro histórico. No final das contas, talvez por já conhecer Paraty (que é maior e com características mais conservadas), achamos o centro histórico um detalhe, apesar de muito bonito e charmoso. Isso porque você anda ao redor, e as ruas são tão bonitas, tranquilas e arborizadas, que já se encanta antes de chegar nas partes turísticas.

colonia del sacram (6)

DCIM100GOPROGOPR3443.

.

DCIM100GOPROGOPR3446.

.

DCIM100GOPROGOPR3515.

Nesse dia em Colônia, como teríamos 5 horas com a bike, decidimos começar com o que estava mais longe. Traçamos no mapa que pegamos na rodoviária a rota pela costa até chegar a Plaza de Toros. São aproximadamente 7 km para chegar lá. O caminho passa por praias tranquilas e de areias claras formadas pelo Rio de la Plata. Vale a pena ir com roupa de banho para dar um mergulho no caminho!

Chegando lá, a Plaza de Toros impressiona. São grandes ruínas abandonadas após as touradas serem proibidas no Uruguai. É um misto de sentimentos estar ali olhando os detalhes daquilo. Ao mesmo tempo que se sente algo pesado por imaginar quantas vidas sofreram violência ali, também se vê ruínas de algo que foi abolido, mostrando a força da mudança.

colonia del sacram (3)

colonia del sacram (4)

colonia del sacram (5)

– Caminhar pelo centro histórico

Dentro do centro histórico, por causa das ruas de pé de moleque, não é bacana andar de bike. As 5 horas do aluguel deram certinho para irmos a Plaza de Toros com calma, voltar, almoçar no centro histórico e ir entregar as bikes. Daí caminhamos de volta para olhar os detalhes das ruas históricas de Colônia del Sacramento. A rua mais famosa de lá é a Calle de los Suspiros. Também subimos no farol. Foi bem legal ver de dentro essa estalação, a sensação dos ventos extremamente fortes lá do alto e a vista.

DCIM100GOPROGOPR3543.

.

DCIM100GOPROGOPR3565.

colonia del sacram

 

O QUE COMEMOS:

– Cuscuz com molho de cogumelos e Teppanyaki vegetariano no La Drugstore

Colônia del Sacramento ainda não tem restaurante vegetariano. Mas nos lugares há opções no cardápio. O La  Drugstore foi uma sugestão da Bia, nossa amiga que está morando em Montevideo. O restaurante fica bem em frete a igreja, e tem um menu especial vegetariano. Perguntamos a garçonete quais dos pratos seriam veganos e ela indicou esses dois, além do tabule, hummus e algumas saladas. Esses dois pratos foram alguns dos mais saborosos que comemos no Uruguai. O Cuscuz com cogumelos é incrível! O restaurante fica cheio, tem mesas do lado de fora e a decoração é linda . A nossa conta ficou em 800 pesos para o casal, com bebidas e couvert artístico.

comida (7)

comida (8)

comida (9)

 

Esperamos que tenham gostado do nosso relato, e que ele possa te ajudar na sua viagem pra Colônia ou te inspirar e motivar a conhecê-la. Nessa mesma viagem ao Uruguai também fomos a Montevideo e Punta del Este. No nosso instagram tem mais fotos (e um vídeo de Colônia de bike!) e é onde postamos as dicas já durante as viagens.  Siga lá. Aqui no blog tem mais roteiros veganos de nossas outras viagens, como Machu Picchu, Santigo do Chile, Bonito, Búzios, … e mais outras 20 cidades.

Mas se você quer que a gente crie especialmente para você uma Agenda de Viagem com um destino da sua escolha, incluindo lugares para conhecer, lugares para comer, dicas e itinerários, nos envie um e-mail! Vamos adorar planejar essa viagem contigo! vegporai@gmail.com