Conheça o primeiro cat café vegano do Canadá

Foto: instagram.com/cafevenosa

Foto: instagram.com/cafevenosa

Nós amamos café, gatos, proteção animal, lugares aconchegantes e comida vegana, então temos relatado aqui no blog descobertas de cat cafés vegetarianos pelo mundo, que além de só proverem alimentação sem animais no cardápio, também usam o espaço para promover o abrigo e adoção de animais resgatados e castrados que procuram um novo lar. Já encontramos um em Roma e um na Cidade do México.

Agora em 2015 foi aberto em Montreal no Canadá o Café Venosa. Ele é o terceiro cat café de Montreal, mas o primeiro com o diferencial de ser vegano. “Eu combinei essa ideia de ajudar gatos com a ideia de proteger todos os animais”, disse a proprietária Summer para o site I Have Cat. No menu tem cafés, chás, chocolates, bolos, cheesecakes, sopas, cookies, wraps, … mas tudo sem nada de origem animal.

O Café Venosa é um café, galeria de arte e lar transitório de animais para adoção, essa última, em parceria com a ong SPCA. Nesse caso, alguns gatos da SPCA tem a chance de aguardarem adoção no cat café, ao invés de permanecerem no abrigo. O cat café se torna ao mesmo tempo um lar transitório e um espaço de adoção, já que muitas pessoas irão vê-los e criar laços com eles, assim, cada cliente do café é um adotante em potencial. Summer escolhe os gatos mais sociáveis, e ao mesmo tempo, os que culturalmente são mais rejeitados para adoção, como os adultos e de pelagem preta. São no máximo 8 animais por vez, para que eles não se estressem e não tenham problemas de saúde. No estabelecimento, há um espaço reservado que é apenas para os gatos, onde eles podem escolher por onde transitar, se ficam na área comum socializando e brincando ou nessa reservada para descansar.

Foto: divulgação.

Foto: divulgação.

Para maiores informações, visite o site deles: cafe-venosa.com

 

1 Comment

  1. Summer Geraghty

    09/09/2015 at 2:39 pm

    Thank you so much for talking about us!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.